FEIPOL-SUL saúda o processo eleitoral e eleição do novo presidente e governadores

Em eleições que aconteceram no último dia 30 de outubro, os brasileiros e brasileiras expressaram sua vontade, elegendo um novo Presidente para o país e novos governadores para 12 estados brasileiros.

Nas eleições para Presidente da República, o candidato da coligação Brasil da Esperança (formada por FE Brasil (PT-PCdoB-PV)/Solidariedade/Federação PSOL-Rede/PSB/Agir/Avante/Pros), Luiz Inácio Lula da Silva, foi eleito ao derrotar, com 50,90% dos votos, o candidato da coligação Pelo Bem do Brasil (PL/Republicanos/Progressistas), Jair Messias Bolsonaro, que obteve 49,1% dos votos.

Em dois dos três estados da região sul, tivemos a reeleição dos atuais governadores. Eduardo Leite (PSDB) no Rio Grande do Sul e Ratinho Júnior (PSD) no Paraná renovam seus mandatos. Em Santa Catarina, o atual Senador Jorginho Melo (PL) foi eleito para o seu primeiro mandato a frente do governo do estado.

A direção da FEIPOL-SUL saúda os candidatos eleitos e, principalmente, congratula os eleitores que exerceram, de forma completamente democrática, o seu sagrado exercício do voto. A conclusão de um processo eleitoral desse tamanho e importância, é um elemento fundamental para o fortalecimento do Estado Democrático de Direito do nosso país, garantindo que o povo brasileiro expresse sua vontade, com o respeito irrestrito, por parte das instituições, aos resultados finais do escrutínio.

Por parte da nossa Federação, prosseguiremos com o nosso trabalho incansável em defesa dos Policiais Civis da Região Sul do nosso país. Findado o processo eleitoral, é o momento de cobrarmos dos eleitos, tanto no Executivo quanto no Legislativo, os compromissos assumidos em suas campanhas, principalmente no tocante aos pontos relativos à Segurança Pública e, particularmente, à nossa categoria. Junto com a COBRAPOL e os Sindicatos de cada estado da Região Sul, cobraremos do novo Presidente e dos Governadores eleitos, a abertura do diálogo com a categoria, para que coloquemos na ordem do dia, assuntos como a Paridade e a Integralidade das aposentadorias policiais, a votação da Lei Orgânica Nacional das Polícias Civis, a aposentadoria da mulher policial, a reversão das mudanças ocorridas nas Pensões por morte dos Policiais Civis e a discussão da Carreira Única nas Polícias Civis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Education Template